Transtorno Opositor Desafiador? Hiperatividade? Ódio? O que será?

 

Redação: Carla Simone

Ter um diagnóstico preciso é sempre muito complicado. Exige busca por bons profissionais, acesso a eles – principalmente -, olhar atento, muita paciência e determinação.

Os pais passam boa parte do tempo culpando-se e tentando entenderem onde erraram, em que momento descuidaram-se,afinal, aquela criança idealizada, não é a que habita os seus lares.

Aí é que entra o novo olhar, a aceitação, o entendimento. o se desvencilhar da falta que acredita ter cometido e, principalmente, o aprendizado de amá-las como são. E isto vai se dando dia a dia,  buscando conhecer o mundo delas, seus anseios e planos, e se desvencilhando dos próprios planos relacionados às suas crias e passando a entender os deles.

É um exercício difícil, por vezes, mas é garantido que vale a pena. Porque nascemos filhos e é ao longo da caminhada que vamos aprendendo a sermos pais e, com isso, vamos nos tornando pessoas bem melhores.

Neste vídeo de Leandro Karnal, professor e filósofo, ele fala sobre a personalidade infantil e o tamanho da responsabilidade dos pais. Assista!

 

Anúncios

Deixe aqui seu comentário pra gente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s